Translate

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Fonte simétrica variável

 Olá meus amigos, tenho um projeto simples e muito dinâmico de uma fonte variável simétrica que foi testada satisfatoriamente por mim e pode ser adaptada na fonte ATX, pra corrigir os níveis e tensão de saída.
 No esquema analisamos o circuito:
 Podemos indicar de imediato, que os transístores Q1 e Q2 são respectivamente os TIP 31 e 32, que permitem a corrente de trabalho IC de 1A. Os capacitores eletrolíticos foram dimensionados inicialmente em 220 uF, podendo ter valores de até 1000 uF, garantem boa filtragem, usem o valor de tensão de trabalho dos capacitores em 25 a 35 V. Os potenciômetros devem ser de 10 kohms, lineares, obedecendo a configuração do circuito, onde R1 e R4, limitam as correntes dos zeners D2 e D3, que tem os valor de 13 V,  e liberam a tensão que será variada nos potenciômetros e será entregue em VB, observem que os capacitores C2 e C4, não permitem que essa tensão zere.  As tensões de saída são sinalizadas pelos leds da configuração mostrada no circuito.
 A retificação do circuito foi feita através de uma ponte de retificação de até 1 A, poderia ser feita por uma ponte de diodos 1N4004, que teria o mesmo resultado, observem também que o trafo a ser usado deve ter potência suficiente pra atender a corrente de saída desejada.
 Você pode usar várias configurações de proteção e dimensionamento do trafo, nesse projeto usei a mais simples; vejas as fotos abaixo da fonte, usei um trafo de 200 mA para uma aplicação pequena, onde tenho as tensões de 12 e -12V variando simetricamente e com possibilidade de alimentar vários protótipos.
 Usei uma caixa plástica, utilizada pra montar instrumentos, para montar o projeto, mas também poderia montar em caixas metálicas, apenas tomando o cuidado de considerar a dissipação dos transístores e a isolação elétrica dos mesmos, evitando curto-circuito. Fiz o circuito impresso de forma manual, traçando com uma caneta especial, uma placa de cobre, de fibra, previamente preparada. Essa caneta especial, pode ser aquela usada pra marcar CDs, com desempenho igual a esmalte de unha e ao outro tipo de caneta convencional pra esse trabalho. Vale a pena considerar o que é mais em conta e seguro pra se executar, poderia ser utilizada uma placa universal, o único inconveniente são as trilhas que teriam que ser soldadas, ou interligadas via wire-up ou jump.
Na sequência, temos a foto com o detalhe construtivo da fonte e da inclusão dos elementos como a chave seletora de tensão e o fusível de proteção.

 O detalhe da fonte montada, com a placa de circuito impresso da fonte, transformador, potenciômetros, leds e fusível, fica bem claro e explicado pra você, aí ao lado, veja a figura.  Essa idéia pode ser adaptada na fonte ATX, aplicando a placa de circuito impresso, PCI, imbutindo internamente, claro que deve ser observado o consumo de até 1 A, correntes maiores exigirão transistores de maior capacidade. A grande vantagem desse circuito é a portabilidade, o baixo custo de construção e a utilização rápida, precisa, que apóia a maioria das montagens e testes de protótipos.

 Uma nova versão:


Pessoal, fiz uma nova versão que respeitou uma divisão, semelhantes aos canais de amplificadores, inovei aproveitando de sucata, os capacitores de entrada, e os dissipadores dos transistores, onde serrei o que tinha na sucata e adaptei criando um modelo garfo, igual a um tridente, ficou muito funcional, outros detalhes confiram na figura ao lado, à esquerda. Observem que a montagem foi feita em placa universal e foi usado conectores pra deixar bem prático, a montagem.

Lista de materiais:

 Botões do potenciômetro (02), veja figuras.
 Caixa plástica padrão pra montagem, veja figura.
 Conectores jack (03), para conexão das pontas de prova, veja figuras.
 C1,C3,C5,C6 - Capacitor eletrolítico polarizado de 220uF/25V.
 C2,C4 - Capacitor cerâmico de 100nF/250V.
 D1 - Ponte retificadora, 1B4B42, veja texto e figuras.
 D2 e D3 - Diodo zener de 13V/1W.
 Led1 e Led2 - Leds verde e vermelho, tamanho médio, veja figuras e texto.
 Porta fusíveis pequeno de 0,5 A.
 R1,R4 - 330 Ohm/1W.
 R2,R5 - Potenciômetro de 10k linear.
 R7,R8 - Resistor de 1k/1/8W.
 Q1 - Transístor Darlington NPN TIP31.
 Q2 - Transístor Darlington PNP TP32.
 T1 - Transformador de 110/220V/12+12V/60Hz, 1 A, 24W.

 Boa prática!

 By Rubens de Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário