Translate

domingo, 13 de julho de 2014

Termostato com o 741

 Pessoal, trago esse interessante projeto, fácil de implementar e muito prático e eficiente, de forma que pode acionar sinalizações ou equipamentos como uma ventilação de exaustão. Ele é uma idéia original do professor Newton C Braga e foi adaptado aqui pra uma realidade de um ambiente industrial.
 O projeto se baseia no amplificador operacional 741, utilizado como comparador, sendo utilizado um NTC e um trimpot pra regular a temperatura e o ponto de disparo do 741, de modo que acione o relé que controla o acionamento da carga.
 Veja a figura ao lado, no conector J1, aplicamos a alimentação do circuito em 12Vdc, os capacitores C1 e C2, tem as funções de filtrar e estabilizar  a temperatura do circuito e a tensão de alimentação. Os resistores R2 e R3, fazem a divisão da tensão por 2, que  é comparada com o R1 ( o NTC), o trimpot R6, regula o disparo do 741, como mencionado antes, uma vez disparado, o 741, permite o resistor R4 conduzir e satura o transístor Q1, energizando a bobina do relé, fazendo-o atracar e fechar contatos que acionará a carga plugada em J2. D1 fornece proteção contra a corrente negativa.
 Confira  circuito impresso, procurei fazer um circuito prático no PCB, que pudesse encaixar em qualquer empacotamento pequeno ou médio, assim como caixas de comando de dispositivos ou interruptores, usei o CAD Eagle, que é muito apropriado pra esse trabalho pela simplicidade e excepcional qualidade.


Abaixo é apresentado o fotolito do PCB desse circuito:








 Lista de materiais:

 R1 - NTC de 10k a 100k
 R2 e R3 - Resistores de 10k/1/8W
 R5 - Resistor de 1k
 R6 - Trimpot de 10k
 C1 e C2 - Capacitores cerâmicos de 100nF/400V/10% de tolerância.
 D1 - diodo 1N4148 retificador comum.
 J1 - Conector de dois pontos, ver PCB.
 J2- Conector de três pontos, ver PCB.
 Q1 - transístor PNP BC557.
 K1 - Relé tipo G5LE, 12VDC/ 30mA/110/220VAC/60Hz/10A
 IC1- LM 741.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Farol de Leds pra motocicletas

 Olá meus caros amigos, estou propondo a idéia de farol de leds, que já vem sendo usada em alguns modelos de carros e motos, mas aqui, quis criar idéias exclusivas, pra quem quer fazer o artesanal.
 Observe que fiz na figura ao lado um circuito com dois e outro com três leds, simulando o que poderia ser o farol baixo e o farol alto, com a desvantagem de estarem ligados a resistores de valores iguais, mas com consumo igual de corrente pra ambos circuitos. A desvantagem está em proporcionar um brilho baixo aos leds, que devem ser necessariamente de alta intensidade e o valor do resistor ligados a eles, deve ser menor pra permitir maior corrente, e a potência do resistor deve ser maior, outra coisa importante, não adianta ter brilho se não tem foco, com uma única lente, podemos conseguir melhores focos de luz...
 No circuito que apresento agora, foi racionalizado o que apresentei pra vocês aqui.


 
 Observem que a configuração mudou e R1, tem valor diferente de R2, com potências iguais, apenas valores diferentes que permitem uma corrente maior que outro, já que o número de leds é igual pra cada circuito, eles apenas brilharão mais com corrente menor. Isso deve ser feito com o cuidado de limitar a corrente mínima, dentro de uma potência estipulada, como nesse circuito, caso contrário, o calor será intenso e queimará o resistor...
 O lay-out do circuito está ao lado.
 A sugestão desse lay-out foi pensada de forma que se encaixe numa lente focalizadora dos bulbos que formam os diversos faróis, talvez será necessário você pesquisar ferramentas ou lentes de lanternas, por exemplo, que poderiam ser empregadas aqui.
 O uso de faróis a led é uma grande vantagem pra uma iluminação melhor, fria e que dinamiza o desempenho e vida útil da bateria.
 Mais adiante, irei sugerir uma montagem em placa universal com apenas um led e dois resistores, aproveitando uma lâmpada de farol de moto.

Pessoal, agreguei uma sequência construtiva do farol de led, a idéia é conseguir algo prático, simples e complementado por uma lente, isso reduz custos de montagem e difunde a potência da luz em algo bem maior, aceito sugestões pra fazer a lente ou aproveitar modelos satisfatórios. Veja à direita e na sequência.




Detalhes de montagem, feito em placa universal e com resistores de potência.






Olha aí o detalhe do led e as ligações e soldagens dele.
Abaixo, o fotolito do projeto.


 Lista de Materiais:

 Led 1 a 10 leds de alta intensidade de até 3W
 R2 resistor de fio de 220 Ohm/3W
 R1 resistor de fio de 150 Ohm/3W
 J1 conector de 3 posições

 Boas montagens!

 By Rubens de Carvalho

Bancada eletro-eletrônica econômica


Meus caros amigos, vou sugerir através desse texto uma aplicação prática que aproveita uma rack de computador, Fonte ATX e régua regulada de tomadas, padrão ABNT.
Dimensionar e organizar uma bancada se torna simples e permite reciclar móveis que poderiam ser descartados, e no vídeo que criei, procurei mostrar isso na bancada que foi configurada.
Não foi necessário furar nada, apenas foi fixo com braçadeiras plásticas, de forma que permita um novo dimensionamento ou até transporte dos itens.
Foi utilizado uma Fonte ATX de 127/220V, de 400W, uma rack de computador usada com a mesa e suporte superior e uma régua de 06 tomadas no padrão ABNT. A bancada foi dimensionada de forma que a fonte ficasse na mesa para acoplar tensões nas matrizes de contato que seriam provados os circuitos, um netbook ou notebook no lado direito, uma tela plana no suporte superior acompanhada de multímetro, ferramentas da bancada e componentes eletrônicos. As ferramentas e componentes acondicionados em caixa específica.
A bancada foi montada obedecendo essa lógica e ela funciona com desempenho excelente, detalhe que qualquer pessoa pode fazer, com um baixo custo. Para ter idéia uma bancada profissional, com fonte e instrumentos, sai por volta de 5000,00 reais. A nossa bancada com todos os itens sai por um preço máximo de 1200,00, bem menos...
Chamo a atenção pra vocês verem uma bancada alternativa, criação do meu amigo reparador Edson Oliveira, cujas fotos seguem abaixo:


 Vejam o detalhe construtivo com a inserção de uma chave liga desliga e a marcação das tensões no cabo da fonte.

 A bancada pode ser do tipo apresentado, de madeira, ou uma rack de micro adaptada como é sugerido no vídeo do youtube.

 Mais um detalhe das marcações de tensão







 A fonte pode ser de 200, 400 e até 700 W, com alto desempenho nas tensões, em breve irei sugerir um circuito ajustável simétrico que pode ser adaptado a essas fontes.




Observem a praticidade e a habilidade com que foram feitas a bancada e a fixação da fonte ATX, assim como os detalhes de marcação do chicote e cada conexão de tensão. Valeu a pena, Edson!
Em seguida, podem conferir o vídeo postado no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=sZ0mymNh904&list=FL0iswTVImbm7W49hI1jXuVg&index=67

 É uma outra forma de adaptação que segui conforme descrevi acima pra vocês, cabe agora cada um
criar o seu planejamento de execução e aos fabricantes vai a dica de adaptarem bancadas de baixo custo e excelente eficiência, aproveitando essa idéia.
 Vejam uma nova versão, que adaptei com um VU e coloquei apoios, ficando muito prática a fonte, aproveitei e dimensionei uma bancada no trabalho, reaproveitando elementos que seriam sucateados.
 Observem que os terras estão conectados à carcaça metálica da fonte, as tensões de 12, 5, -5, -12, 3,5V estão todas reunidas no cabo de saídas com as respectivas conexões.
 Bom trabalho!



Abraços a todos!

By Rubens de Carvalho